Etiquetas

, , ,

O total de russos que valoriza o sistema soviético em detrimento do actual, aumentou sete por cento no espaço de um ano. De acordo com uma pesquisa de opinião realizada pela consultora Levada, 36 por cento dos cidadãos considera o regime político da URSS o melhor para o país, contra os 29 por cento que o defendiam em 2012.

Segundo os mesmos dados, o total de defensores do regime democrático burguês caiu, no mesmo período, de 29 para 22 por cento, e apenas 17 por cento dos inquiridos afirma a lealdade ao sistema político em vigor, menos três por cento do que no ano passado.

A sondagem é ainda mais clara quando os russos são questionados sobre a organização da economia e as relações sociais de produção. Os resultados divulgados pela Levada indicam que 51 por cento dos entrevistados apoiam um modelo baseado na planificação e distribuição de recursos pelo Estado, contra 49 por cento o ano passado, enquanto que apenas 29 por cento se mostra favorável ao livre mercado e à propriedade privada dos meios de produção (36 por cento em 2012).

O estudo foi efectuado entre 18 e 21 de Janeiro, em 130 localidades de 45 regiões russas, com um total de 1600 questionários.

in “Avante” a 14 de Fevereiro