Etiquetas

,

 

Os 40 anos da Revolução de Abril devem ser um tempo e um momento de afirmar, nas ruas e no país, a indignação e a recusa pelo que estão a fazer ao nosso povo e a Portugal, à sua história e ao seu futuro. Um momento de resistência e luta contra esta ofensiva reaccionária, contra as forças que pretendem ajustar contas com Abril agredindo a democracia, a liberdade, a paz, o desenvolvimento de Portugal.

Anúncios