Etiquetas

Reagindo à noticia vindo a público sobre a fuga ao fisco de cerca de dez mil milhões de euros em transferências para offshores, Miguel Tiago afirmou que “a confirmar-se que estavam por identificar 10 mil milhões de euros em transferências para offshores, é absolutamente necessário compreender como foi possível que um Governo que tinha tanta dureza com as pessoas em geral, tenha sido tão permissivo com as empresas e os milionários que fizeram estas transferências”. Miguel Tiago informou ainda que o PCP requereu a audição do secretário de Estado Rocha Andrade do actual governo e Paulo Núncio, ex-secretário de Estado do Governo PSD/CDS.

Anúncios