Este slideshow necessita de JavaScript.

O Agrupamento de Escolas de Arouca (AEA) – uma das dezasseis escolas portuguesas aderentes ao programa Escolas Embaixadoras do Parlamento Europeu (EEPE) – está a comemorar a Semana da Europa. Este programa, dirigido aos alunos do ensino secundário regular e profissional, está a ser implementado nos 28 Estados-membros da União Europeia, para o triénio 2016-2019, ano em que decorrerão as próximas eleições para o Parlamento Europeu. O programa visa proporcionar aos jovens um conhecimento activo sobre a União Europeia em geral e o Parlamento Europeu em particular. Em cada escola participante, o programa EEPE é orientado por equipas constituídas por Embaixadores Seniores (professores) e Embaixadores Juniores (alunos). As comemorações no AEA tiveram início no dia 4 de maio com uma sessão de informação sobre os programas “Erasmus+: desafios e oportunidades”, integrada na Semana Europeia da Juventude, que foi desenvolvida em parceria com o Cine Clube de Arouca.

Alunos debatem com o eurodeputado Miguel Viegas

As iniciativas prosseguiram ontem, 8 de Maio, com o encontro dos alunos com o eurodeputado do PCP Miguel Viegas, painel “Fazer a Europa” que foi moderado por dois dos alunos-embaixadores do AEA, Ana Filipa Saavedra e Roberto Ferreira. “O espaço mediático dá pouca relevância ao Parlamento Europeu”, pelo que este tipo de iniciativas em contexto escolar e comunitário “são importantíssimas para o conhecimento e análise crítica do que se passa na União Europeia”, salientou o eurodeputado. “Infelizmente nós não temos capacidade de resposta, tantos são os pedidos para se realizarem estes debates. A escola pública tem tido um papel fundamental e insubstituível na mobilização dos alunos, dos jovens, para estas questões europeias.” “Queremos uma geração activa, actuante, interessada e mobilizada e isto constrói-se no dia-a-dia”, referiu Miguel Viegas, esclarecendo que “o PCP não é contra a Europa e muito menos é ‘anti-europeu´; o que o PCP contesta é o actual modelo de integração económica da UE que deixou há muito de estar ao serviço das pessoas.” Adília Cruz, directora do AEA, relevou o trabalho da equipa de professores e alunos promotores do projecto na sua escola. Na presença das professoras-embaixadoras do AEA, Amélia Rodrigues e Olga Soares, a aluna Ana Filipa Saavedra explicou ao auditório repleto de alunos os objectivos e as vantagens do programa em curso dentro e fora do espaço escolar, onde se destacam “as actividades pedagógicas para sensibilizar os alunos e a comunidade escolar e local para a democracia parlamentar europeia e para os valores da cidadania europeia.”

Comércio local mobilizado
Com o intuito de estender o conhecimento e a sensibilização à comunidade arouquense, o comércio local foi convidado a participar, criando e expondo à população montras temáticas (“A Europa é Aqui”), cada qual alusiva a um dos 28 países da União Europeia, não obstante o recente ‘brexit’ britânico. Assim, desde ontem, são 28 os estabelecimentos da vila sinalizados, que se apresentam com uma montra inédita, de pedagógico conteúdo europeu.

Coordenadora do Programa visita Arouca
Ainda como ponto alto das comemorações, na próxima quinta-feira a escola arouquense receberá a visita de Alice Cunha, coordenadora nacional do Programa Escola Embaixadora, jornada que será contemplada com um almoço temático “Taste Europe”, preparado pelos alunos dos cursos profissionais de Restauração, no Restaurante Pedagógico do AEA, na Escola Secundária (ESA). A exposição “Uma viagem pela Europa”, patente na Biblioteca da ESA, Animação “Europa Cool” e a construção colectiva do vitral “A Europa somos NÓS” são outras actividades complementares das comemorações da Semana da Europa, que encerram no dia 12 de Maio com o programa radiofónico HoraESA, produzido por docentes e alunos do agrupamento escolar.

Manuel Matos/RV (texto e fotos)

in”Roda Viva” a 9 de Maio de 2017

.

.

Anúncios